Translate

Centelhas de Luz - Destaque pra vocês!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Empresas e População

Antes de me deitar esta noite passada, parei diante da TV onde passava no horário comercial uma campanha que une várias empresas no Brasil. Estas empresas decidiram baixar seus preços, atendendo melhor as possibilidades de seus clientes, afirmando em seu discurso que esta iniciativa é em prol ao cliente, ao brasileiro.

Fiquei emocionada porque entre todas as minhas opiniões, acredito que o poder do povo e a colaboração das empresas podem mudar a situação de nosso país melhor do que qualquer político poderia fazer. O raciocínio é lógico: sou grato ao meu cliente pois, graças a ele sou uma empresa confiável/ sou grata a esta empresa que me fornece o que necessito porque além de confiável se dedica não apenas em obter lucros como também fazer chegar até mim o melhor que preciso.

Parece utopia quando se fala em empresas: empresas e seus executivos insensíveis sedentos por mais e mais dinheiro... Bem... Já morei em um país de primeiro mundo e sim: em um país de primeiro mundo este pensamento e a relação empresa e cliente é uma realidade.

A realidade atual do mundo é outra: sem apoio mútuo a tendência é tudo piorar em qualquer lugar do planeta! Somos seres humanos: nascidos para viver em bando, nascidos com a necessidade de apoio mútuo porque ninguém é auto suficiente, nascidos para se completar auxiliando o outro! Esta é nossa real natureza!

Eu sempre digo para as pessoas que conheço que, já que fazem suas preces para alcançarem seus objetivos profissionais, façam também suas preces para fortalecer cada vez mais seus patrões e chefes. Se o líder de sua empresa for bem sucedido, o empregado também será! Mas, a resposta que ouço é: "Meu chefe nem sabe que existo e não está preocupado com meu bem estar mas, apenas com seus lucros!". Aqui no Brasil está é uma verdade...

Assistindo a propaganda de uma empresa, vi isto com clareza... A propaganda diz que a empresa trabalha todos os dias para que seus clientes tenham sempre o melhor mas, seus produtos são os mais caros do mercado - inascessíveis para a maioria do povo brasileiro que opta sempre pelo mais barato mesmo sendo de qualidade inferior - e não se empenha tanto assim para os próprios empregados...

É utopia acreditar que quando os executivos de uma empresa se reunem eles discutem a real necessidade de seus clientes ainda mais em nosso país onde todo tipo de assunto e realidade é exposta 24 horas por dia tornando a reação popular cada vez mais impossível... A corrupção criou um efeito dominó que vai contaminando tudo, inclusive na crença de que alguém esteja realmente preocupado com as necessidades do povo. Mas, sonhar é gratuito, ainda mais quando o sonho é possível!

Sem empresa não há produtos mas, sem clientes não há empresa! Uma empresa não é a diretoria, são os funcionários! Funcionários são cidadãos e ciadãos votam e contribuem na sociedade! Cidadãos são os pais e mães de família e família é o núcleo da sociedade: se as famílias estiverem bem, a sociedade também estará!

Neste momento vergonhoso da política brasileira, não há outra solução: empresas e população precisam arregaçar as mangas e agir sem esperar pela vontade política ou nosso país irá sucumbir!


Leia também: ==> Bilionário brasileiro doa 60% de sua fortuna para causas sociais

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Propague o Bem!

propagação
substantivo feminino
1.
ato ou efeito de espalhar(-se); difusão, disseminação.
"p. de espécies vegetais"
2.
aumento por meio da reprodução; proliferação.
"p. de espécies ameaçadas de extinção"


Observo as redes sociais e é inevitável deparar-me com tantos propagadores cujas mensagens que proliferam nem sempre são agradáveis. Quem dirá os discursos de indignação com a atual situação política e financeira do país ou com as injustiças e violências cometidas em todo lugar no mundo.  Considero propagação do Mal quando tudo isso são apenas palavras... É como as imagens terríveis de pessoas deformadas, doentes em hospitais ou vítimas de violência com alguém pedindo o seu "Amém!". O "Amém" ou "Assim Seja" é uma concordância: você está concordando com aquela imagem! E como tem gente que gosta de digitar um amém... Não sabem o que isto pode significar no plano metafísico, saberão o que resulta esta onda de dissabores expressados, lidos e compartilhados internet à fora?

Quando usa-se a expressão "onda" de violência não é acaso: já observou os movimentos das ondas? Um vai e vem contínuo... A violência está presente desde o princípio da civilização mas, a informação nunca foi tão ágil: em outros tempos a notícia dependendia de longas caminhadas à pé, à cavalo ou atravessando os mares em navios. Hoje tudo está muito explicíto com a informação! Por isto a sensação de que a violência e o crime proliferam e predominam!

Infelizmente, o ser humano é predisposto a esquecer de sua própria história e suas origens, quem dirá então da História da Humanidade? Poucos séculos atrás o poder impunha sua autoridade através do medo, a violência e a carneficina eram diárias através de invasões a vilas e cidades, a morte e o sangue encharcavam a terra diariamente deixando por todo lado o odor de podridão. Doenças dizimavam aos milhares, pessoas eram injustiçadas e exploradas em todo lugar e não havia como livrarem-se de tiranos! Muitas vidas foram levadas ao longo dos séculos para que hoje vivessemos o privilégio de poder programar como será nosso dia amanhã: antes, não se sabia se a fome permitiria que alguém acordasse e vivo!

Podemos escolher! Escolher o que ser, quem ser, onde ir, o que comer, onde comprar e o que comprar, expressar opinião, nos rebelarmos, nos indignarmos, ajudar ou esconder a mão! Hoje somos livres!

As palavras tem poder: são vibrações que emanamos! O Universo é um corpo gigantesco imenso vivo! Não importa que seus pensamentos não sejam materializados em ações mas,  se você fala da maldade, você pensa na maldade e se você pensa, você sente e se sente, atrai mais maldade! Sua boca sempre irá confessar o que sua mente e seu coração estiver fluindo, estiver focando!

Nos basta as mídias de todo mundo vender maldade e lucrar com maldade: nosso cotidiano é tão feito de Mal assim? Há tanta maldade em seu dia-a-dia para se falar tanto em maldade? Há tanto Bem acontecendo no mundo neste exato momento, por que é tão difícil propagar a bondade e o Bem? Sua própria história, meu amigo leitor, é tão rica de vitórias, superação e conquistas! Só sua vida possuí tanto Bem para contar, quem dirá o Bem que acontece neste mundo todo?

Por favor... Não julgue você mesmo e sua realidade pessoal com base na sua atual situação: você chegou até aqui, até este dia, até este momento então, você é um vencedor! Um bem sucedido vivente não apenas mais um sobrevivente! Não julgue o mundo pelo difícil momento que nosso país atravessa nem o julgue pelo que a mídia noticia: a mídia é uma fabrica lucrativa!

Propagar o Bem, buscar por notícias que falem do Bem não é fechar os olhos para a realidade, muito menos para as injustiças deste mundo... É um modo de contagiar as pessoas com o Bem e torná-lo um poder dominante neste mundo: O Bem sempre vencerá o Mal mas, há que saiba disto e fará com que só o Mal chegue até você! 

É através do Mal que muitas pessoas pisam em outras para alcançar o topo. É através do Mal que muitos roubam de todas as formas de outro! É através do Mal que o Mal continua evidente! Seja Bem! Fale sobre o Bem se é que você acredita mesmo nele: confessa-se o que se acredita!

Não adianta mantermos nosso egoísmo e nosso foco em nossos interesses próprios, jogando a responsabilidade das mudanças que o mundo necessita nos governantes, políticos e poderes diversos: o povo do mundo já provou ser capaz de mover o mundo inteiro se apenas se unir em prol um dos outros!

Vamos nos unir, derrubando os muros do preconceito, das diferenças, das classificações e rótulos! Vamos nos despir do que acreditamos ser para sermos o que de fato somos: seres humanos! 




Desde os 6 anos ela cultiva horta em casa para alimentar moradores de rua



Hailey Fort, 9 anos, é dessas crianças que são educadas para pensar sempre nas necessidades dos mais desfavorecidos. Pequena no tamanho, gigante no seu desejo de mudar o mundo para melhor.


A frase de abertura do seu site é “Nós existimos para ajudar aqueles que precisam!”. Desde os 6 anos, a “brincadeira” preferida da menina é cultivar uma horta em casa para alimentar moradores em situação de rua.

No início, a plantação tinha apenas alguns pezinhos de tomate, pepino e blueberry. Mas, hoje, ela já produz mais de 100 kg de comida por ano que alimenta quem mais precisa.

Hailey não apenas cultiva como também entrega os alimentos aos moradores em situação de rua para conhecer sua história e necessidades (cobertores, escovas de dente e roupas, entre outros itens que a menina tenta arrecadar através de doações).

Mas, a pequena não acha suficiente o trabalho que faz. Ela quer ajudar mais pessoas! Por isso Hailey criou uma campanha no site de financiamento coletivo GoFundMe para arrecadar dinheiro e triplicar a produção da sua horta. Em pouco tempo, o projeto Hailey’s Harvest (Colheita da Hailey) arrecadou US$ 41 mil, superando as expectativas da menina.






Veja mais na Fonte abaixo

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Nos resta Acreditar!

Boa tarde queridos amigos!

Há muito tempo este blog não tem uma atualização... Há muito tempo deixei de lado meu trabalho aqui. O motivo não poderia ser outro visto que, desde 2005 eu estou engajada em tantas causas: perdi minha fé!

Durante todo este tempo ausente, tenho refletido muito sobre minha atividade como ciberativista. Posso enxergar as sementes que vou semeando pelo caminho mas, não posso enxergar se alguma delas brotou... O caminho é feito para seguir enfrente. Parar mesmo que seja para contemplar as sementes é o mesmo que estacionar. É preciso seguir! E quão difícil é seguir!

Como continuar em um mundo cada vez mais individualista, mais egoísta, menos empata, menos gentil? Uma amiga certa vez me disse: "Há vida além destes muros feitos de pessoas!". Pergunto-me neste momento, que vida exatamente? Pois, se eu continuar olhando para o ser humano - sabendo o ser humano que sou - a única visão que terei será pessimista! As pessoas foram criando fantasias para disfarçar um pouco a realidade tão dura e não se deram conta de que estavam criando eram defesas! O foco tornou-se o que se quer conseguir para ser aceito ou supostamente bem sucedido ou aquela ideia que mascara a realidade como ela é... E ninguém se deu conta de que criavam fugas. Hoje, os muros que cada um ergueram mudaram: os muros são feitos das próprias pessoas que os ergueram e se fundiram a ele...

Eu ainda me questiono como funciona exatamente esta tal Racionalidade humana, principalmente quando observo a minha volta, quando percebo como o meio em que vivo me afeta, e quanto auto avalio como é tão dificíl manter as convicções e a fé...

Como pode um gesto de bondade ou de gentileza ser visto como um ato heróico quando deveria ser uma atitude espontânea de um ser racional e dominante chamado 'ser humano'? O mundo está como está graças a todos nós, os humanos, os dominantes, os predadores no topo da cadeia alimentar, os que receberam a vocação de zelar por este mundo.... Reclamar do que então? Cada um com seus problemas, não é assim?

E vamos cada um olhando para o próprio umbigo, tão sabidos que somos achando que somos também capazes de discernir onde devemos interferir ou não, usando isso como desculpa para nossa mais completa omissão!


Uma das grandes mentes deste mundo disse que depois que sua mente se amplia - e consequentemente sua visão sobre tudo também se amplia - a mente não pode mais retornar ao estado anterior! Quando cada um de nós vai adquirindo mais consciência sobre nosso papel neste mundo, quando cada ação em prol ao Bem amplia esta nossa consciência, não dá mais pra fechar os olhos para tudo, para nosso papel, para nossa missão, para a contribuição que cada um precisa dar a este mundo!

Quando nascemos com nossa Empatia evoluindo junto com nossa consciência, não tem outro jeito: por mais que tentemos fechar os olhos, teremos que nos deparar  com a única escolha que nos resta... Só resta continuar acreditando!

Então, sigamos tentando criar uma Corrente do Bem!

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

As crianças estão dizendo o que os adultos deveriam saber...

 Tiana tem 6 anos, mora com sua mãe solteira e da ultima vez que o pai a visitou, eles brigaram. Cansada, ela resolveu ter uma conversa séria com a mãe.



quinta-feira, 25 de junho de 2015

O Ser Humano em Mim


Quando me deparo com este tipo de imagem reflito muito... Reflito sobre o que é de fato a humanidade que habita em mim. 

Na ordem natural da cadeia alimentar, felinos devoram aves... São inúmeras as imagens disponíveis na internet que nos mostram registros fotográficos de animais de diferentes espécies convivendo em perfeita harmonia, sem se importar com os critérios determinados, não pela Natureza mas, pelo ser humano que é ironicamente o maior predador de todos existentes.

Em meio a minha reflexão - que pesa mais como uma auto avaliação - lembro- me de meu fascínio e admiração pelo povo brasileiro com toda sua diversidade convivendo no mesmo território, chamando de pátria o mesmo chão. Era aos meus olhos tão impressionante um país com um povo assim, bem no meio de um mundo em constantes conflitos e guerras que passei a chamar o Brasil de "Amostra Grátis de um Mundo Ideal", não levando em conta nossa péssima política ou o título de Terceiro Mundo. Quem faz um país é um povo e que povo há no Brasil!

Mas, de uns anos pra cá, não sei se por causa da Globalização, ou das aberturas comerciais, ou da internet, ou talvez por causa de um sistema político que assumiu-se falido, aquele povo alegre que ninguém lá fora compreendia 'alegre com o que?', contaminou-se com tudo o que divide o mundo... As guerras e conflitos lá de fora entraram em nosso país e, não possuindo nós os mesmos motivos para mantê-los entre nós, vamos inventando dia após dia através de intolerância, discriminação, fofocas, inveja, ambição, críticas e pré julgamentos...

E volto meus pensamentos a mim mesma, sem tentar procurar cúmplices e culpados em tanta falta de humanidade e vasculhando aqui dentro para me confrontar com minha contribuição...

Ainda sou uma pessoa seletiva... Não seleciono por cor de pele, nível econômico, gênero,raça ou religião mas, possuo meus critérios que nunca serão mais leves que estes listados visto que, eles também resultam num muro que separa...

Em tantas linhas concedi a mim mesma o título de 'bicho' ou de 'selvagem', exatamente por não conseguir ver em mim mesma o ser humano que eu deveria ser...

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

O Egoísmo justifica as mazelas sociais?

Nota: [*filosofando com meus cordões*

Não vejo egoísmo nos indivíduos mas, egocentrismo, individualismo e competitividade.
O egoísmo se revela em um gesto. O egocentrismo é um ângulo de visão constante quanto a si mesmo. Há uma extrema preocupação consigo mesmo em todas as áreas da vida e talvez isso seja inconsciente porque no dia-a-dia, nosso modo de vida pode estar nos condicionando a isso. 

Assim como o individualismo também é um condicionamento inconsciente resultado do meio em que vivemos. Apesar de adultos, ainda somos imaturos como seres humanos. Ainda compreendemos erroneamente o sentido real das coisas. 

O egocentrismo pode ser resultado da disputa constante a que nosso cotidiano hiper dinâmico nos obriga. O individualismo pode ser gerado por nosso senso de auto proteção diante de tantas inseguranças e nossa incapacidade de discernirmos nos dia de hoje de onde vem a maldade e a má intenção contra nós. E a competitividade está embutida nesse rolo todo!

A competitividade deveria ser um ato positivo. Mas, sob influência das demais coisas a que somos condicionados, interpretamos e aplicamos de modo errado: existe competitividade naquele que se foca em si mesmo e existe naquele sem senso coletivo.

É através destes três ingredientes que nos tornamos uma sociedade impotente, condicionável e influenciável.]


Por Roniel Sampaio Silva


Certa ocasião, ouvi um ex-professor comentar que o mundo só poderia ser tal qual é porque o nosso sistema econômico e social é compatível com a essência humana. “Apenas o capitalismo dá certo porque o ser humano é puramente egoísta, narcisista e essencialmente competitivo.” 


Alguns anos depois, procuro respostas na Biologia e na Psicologia. Encontro alguns respostas diferentes das quais meu professor argumentou. Não penso que o egoísmo seja constituinte de uma essência humana majoritariamente. O homem e a mulher são ambivalentes. Se por um lado existe uma região no cérebro responsável pela agressividade, territoriedade, hierarquia, lideranças que na árvore filogenética surge a partir dos répteis répteis – o hipotálamo. Daí vem a expressão "matou a sangue-frio", numa alusão a frieza dos répteis. Da mesma forma existem estruturas biológicas que favorecem o cooperativismo entre as espécies - sulco temporal. Esse foi o fator de relevo na evolução da espécie humana segundo Piotr Kropotkiin. Portanto, o sistema límbico humano  dá suporte tanto para nos comportamos de maneira egoísta como altruísta. Claro, que o sistema líbico é bem mais complexo que isso, todavia, o fato é que existe suporte biológico para relações tanto de competição quanto de cooperação, tanto altruístas como egoístas.


Desta forma, podemos dizer que tanto o egoísmo e altrúismo fazem parte da condição humana. O meio (físico e social), atrelado à economia, educação, cultura e política faz com que determinada característica possa ser mais evidente que a outra. Assim, cria-se a falsa percepção de que o egoísmo faz parte de uma essência hegemônica natural dos seres humanos, fato que explica as mazelas sociais as quais estamos inseridos de uma sociedade pautada na competição e no individualismo. É como se a realidade tal qual é fosse a única possível porque somos exclusivamente egoístas. Somos, até certo ponto. Mas também temos fortes estruturas biológicas evolutivas que nos nos dão condições para para o senso de coletividade.  Seguir o caminho do altruísmo ou do egoísmo numa humanidade à beira de uma possibilidade de colaso gerado pelas mazelas sociais será um grande teste para saber se a espécie humana merece ou não ser perpetuada.

Vale destacar que essas constatações da ciência já eram especuladas muitos anos antes por sociedades tradicionais. Para finalizar, um diálogo entre e um índio do povo Cherokee e seu neto:
Dentro de mim existem dois lobos. "É uma luta terrível e é dois lobos antagônicos. Um é mau -. Ele é a raiva, inveja, tristeza, desgosto, cobiça, arrogância, auto-piedade, culpa, ressentimento, inferioridade, mentiras, orgulho falso, superioridade e ego.
"Ele continuou: "O outro é bom - ele é alegria, paz, amor, esperança, serenidade, humildade, bondade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e fé. Esta batalha está acontecendo dentro de você. - E dentro das outeas pessoas também.O neto pensou sobre isso por um minuto e depois e perguntou ao seu avô: "Qual lobo vai ganhar?" 
O velho Cherokee simplesmente respondeu: "O que você alimenta."


Referência bibliográfica
KROPOTKIN, Peter. Mutual aid: A factor of evolution. Courier Dover Publications, 2012.

FONTE: Café com Sociologia

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Periquitos mortos envenenados por mediocridade

Na quinta (27/11/2014) foram encontrados vários (cerca de 200) Periquitos mortos em Manaus na nossa querida Amazonas em frente a um conjunto residencial nobre.

Segundo foi constatado, os requintados moradores do residencial nobre mandaram que fossem colocadas telas sobre as Palmeiras Imperiais que se enfileiram diante do mesmo para que as aves - principalmente os Periquitos - não pousassem mais sobre elas. Para que a tática fosse eficiênte, também lançaram sobre as folhas das Palmeiras veneno. 

Os Periquitos ainda assim tentavam pousar ali e acabavam presos nas telas e consequentemente foram envenenados.

Apesar do apelo de moradores do entorno, ninguém foi punido por tamanho absurdo!

Veja as fotos:















Fonte das imagens:
Manaus a Metrópole da Amazônia
R7
Climatologia Geográfica