Translate

Centelhas de Luz - Destaque pra vocês!

quarta-feira, 9 de março de 2011

Eletropaulo e Governo Federal

[O Brasil tem apresentado muito bem sua imagem de país em desenvolvimento. Mas é vergonhoso quando algumas notícias de nosso país são destacadas no exterior, revelando que esse desenvolvimento ainda é primário e repleto de precariedade.

Mesmo assim, nossos incompetentes políticos não são capazes de exercer com eficiencia suas funções, muito menos de apresentar ao mundo um país realmente digno e justo à sua própria população. Todas as grandes falhas existentes em nosso desenvolvimento são mascaradas para o mundo para manter a tal imagem.

Acreditem-me senhores políticos: ninguém pode ser bem sucedido tendo como base a mentira, a farsa e a injustiça.

Lembrando: este blog é visitado por diversos países!]



A marca e razão social Eletropaulo não existe mais desde 1999, passando-se a se chamar AES Eletropaulo, conhecida antigamente por Ligth.

A Empresa que originalmente era uma empresa canadense privada, a Ligth and Power Company. De 1901 até hoje, a empresa sofreu várias modificações não somente no nome mas como em suas concessões. Sua história é confusa e obscura.

Mais obscuro ainda é a relação empresa/cliente. A primeira é sabida de todos e expressa nas faturas de pagamento de luz: um cálculo confuso e sem sentido óbvio para a maioria da população, tenta disfarçar descaradamente cobranças indevidas.

Pelo visto, não há OAB que consiga fazer com que a empresa reembolse os pagamentos indevidos que a população foi obrigada a pagar. Todo mundo sabe disso...

Outra obscuridade da empresa (não bastasse pagarmos além do devido), são as desculpas para ninguém conseguir ressarcimento de aparelhos danificados com constantes quedas de energia, que estão mais freqüentes desde o ano passado.

Muitos clientes, por exemplo, não conseguiram ressarcimento de aparelhos danificados no apagão de 2010. De lá pra cá, são horas e em alguns lugares dias sem energia elétrica e as quedas constantes resultam em mais aparelhos danificados. E todo mundo sabe...

Não bastasse tudo isso o alto valor a ser pago no consumo somado ao cálculo obscuro e mal explicado da empresa, tornam a fatura de cada mês um martírio. Somos todos obrigados a focalizar todas as nossas atenções ao consumo de energia. E pelo visto, a empresa não se preocupa com suas irregularidades, sabendo que a maioria da população tem todo mês o dinheiro para pagar água, luz e telefone reservados. Boa fatia do salário é para pagar energia elétrica! Tornou-se automático: chegou a conta, vai e paga! Sem pagar, não se tem energia!E não podemos contestar o valor e o cálculo todo vez que é efetuado o pagamento como faríamos em qualquer outra fatura.

Se você atrasar sua conta arrumará mais dor de cabeça. Se você optar por um acordo, só conseguirá com um atraso no pagamento de 65 dias. Mas, com 45 dias de atraso sua energia cortada. Cortam sem piedade e não importa seus motivos. Deixarão você sem energia e ponto!

Então, todo mundo sabe que você não pode atrasar o pagamento de sua conta, mas a empresa pode cometer qualquer irregularidade e sempre sairá impune. Mesmo que seja noticiado na mídia que ela deverá pagar multa, será mesmo que pagará?

Aqui em casa diminuímos o tamanho da casa. Estamos com três cômodos e um banheiro à menos. Retiramos os aparelhos que não estão em uso da tomada. Controlamos o tempo de tv, de banho, de tudo. Mesmo assim, o valor cobrado na fatura é absurdo.

Pelo menos uma vez por semana falta luz. Em outras regiões acontece várias vezes. Você jamais será ressarcido pelo tempo que ficou sem energia. E isso incluí outros serviços: sem energia você não usa geladeira e há produtos que não podem sair da refrigeração. Você fica sem internet e a empresa de telefonia não vai te ressarcir pelo tempo que ficou sem usar a internet. Você ficará telefone se seus aparelhos são sem fio, e se dará o mesmo. Ficará sem a tv por assinatura que não te ressarcirá do mesmo modo. Não importa quantas horas você terá seu trabalho ou suas tarefas domésticas atrasados, isso também não terá ressarcimento.

Não adianta brigar, arrumar advogado, tentar acordos, você sempre sairá perdendo.

Então pergunto: Será que todo mundo vê isso? E até quando seremos obrigados a ficar inertes diante dessa injustiça?

Pelo simples fato de dependermos de energia elétrica seremos obrigados a aceitar tudo isso como está?

Lembrando e fazendo uma pequena comparação, a SABESP, Companhia de Saneamento Básico de São Paulo é bem mais flexível quando se trata de fazer acordos. Incrível já que a água deveria receber mais cuidado e atenção, visto que deve ser preservada.

O uso de energia elétrica, que é produzida por meio da construção de hidroelétricas e centrais nucleares ou da utilização de combustíveis fósseis em usinas térmicas,são soluções caras e prejudiciais ao meio ambiente.

Ver mais:






Nenhum comentário: