Translate

Centelhas de Luz - Destaque pra vocês!

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Reflexão sobre os ùltimos acontecimentos!

Faz uns dois anos que sempre comento o quanto as nuvens estão mais baixas do que antes eram. Passei a vida olhando o céu sobre mim e era evidente que eu iria reparar. O vento está mais intenso... As nuvens mais baixas e pesadas... O modo como se manifestam causa certo temor!

Vivemos um momento do planeta em que deveríamos acordar, parar de discursar e começar a agir mudando nossas atitudes e nosso pensamento em relação a tudo. Já deveríamos ter aprendido, como seres racionáis que somos que nossa filosofia cotidiana, nossos valores e nossos egos são falidos e a razão de nossa decadência como ser humano.

Eu gostaria de sugerir aos visitantes e amigos que lessem ou assistissem o Ensaio sobre a Cegueira de Josê Saramago para que compreendam o que sempre quero dizer, mas não consigo nunca encontrar palavras que definam meus pensamentos e sentimentos.

É no caos que nossa real face se revela! É na desgraça que nossos valores se manifestam! É na tragédia que podemos ver até onde nossa mão estendida pode chegar!

Somos tão dependentes, condicionados e padronizados sendo tão diversos que considero quase impossível que possamos nos realizar como um coletivo! Muitos se gabam de ser tão promissor, vencedor, empreendedor e até busca em livros os caminhos para alcançar tudo isso que serve apenas para alguém como indivíduo, mas nada disso tem ensinado as pessoas a ser um todo!

Tudo o que o ser humano tem ambicionado prende ainda mais o nó de suas vendas tornando impossível ver a realidade assim como é! E só quem realmente enxerga poderia encontrar o caminho que nos livrará das constantes desgraças que cairão sobre nós.

Não é negativismo ou pessimismo... É a consciência de que enquanto aqui na realidade Física, a lei desta Física prevalecerá e ela diz que para toda ação há uma reação. Eu digo que TUDO o que o homem semear, isso colherá!

Se do mal sobrevem o mal... Do bem virá mais bem! Se estamos colhendo tanto mal, quem tem feito algum bem?

Nenhum comentário: