Translate

Centelhas de Luz - Destaque pra vocês!

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Leite Substituto

Miudinho, o Vitório foi salvo com estas dicas.


Uma amiga me ligou contando uma história incrível, embora triste... Uma gata teve suas crias e para protegê-los, escolheu o forro de sua casa para colocá-los. Depois do grande esforço a gata morreu, deixando os gatinhos órfãos.

Ela ligou pedindo dicas de como cuidar dos pequeninos e lembrei-me que fiquei devendo a receita de leite substituto que salvou a vida de um dos nove recém nascido que chegou aqui, o Vitório Miudinho!

Então, segue aqui a Receita de Leite Substituto fornecido por uma veterinária mais algumas dicas para conseguir fazer vingar os filhotes.

Lembrando que filhotes com mais de uma semana de vida se fortalecem mais fácil e conseguem chegar a idade adulta.


Leite Substituto para filhotes (serve para cães)

Ingredientes:

1 litro de leite B ou C
1 gema
1 colher de leite em pó
1/2 copo de geléia de mocotó tradicional e sem sabor (semelhante ao colostro)


Preparo:

Bata tudo no liquidificador.
Passe pela peneira.


Uso:

Utilize seringas sem agulha ou mamadeiras apropriadas vendidas em petshops.



Dicas importantes:

- dar o leite de 4 à 5 vezes ao dia. Deixar o gatinho mamar o quanto aguentar. Morno ou em temperatura ambiente.

- a quantidade de leite desta receita possibilita o congelamento. Você pode utilizar potes de vidro (aqueles de maionese), devidamente esterelizados. Deve haver um descongelado por dia, morno ou em temperatura ambiente.

- nunca coloque o gatinho de barriga para cima para mamar. Nesta posição pode ocorrer que o leite vá para os pulmões causando pneumonia. Dê preferência para a posição que ficam quando mamam na mãe.

- faça massagens no nariz e toráx (circulares). Essas massagens imitam as lambidas da mãe e estimulam o sistema respiratório.

- se você perceber que o gatinho não faz xixi nem coco e que a barriguinha está bem inchada, faça uma massagem com uma esponja úmida na barriga e nos órgãos genitais. Em movimentos de cima pra baixo imitando as lambidas da mãe. Desse modo o intestino e a bexiga soltam.

- depois que os intenstinos e bexiga estiverem soltos farão muito xixi e coco. Mantenha o forro sempre limpo. Para a limpeza dos gatinhos, apenas soro fisiológico com algodão. Depois da limpeza precisa estar bem secos. Cuidado pois a pele é bem sensível: não coloque força para esfregar e os movimentos devem imitar as lambidas da mãe.

- gatinhos órfãos precisam ser aquecidos. Utilize uma ou duas bolsas de borracha com água quente e as posicione envolta ou debaixo dos gatinhos. Nunca deixe os gatinhos em contato direto com a bolsa: coloque-as por debaixo do forro onde os filhotes estão deitados para que a pele sensível deles não sofra queimaduras. A idéia das lâmpadas é boa também e realmente ajuda no aquecimento, mas use este recurso apenas se a lâmpada for apropriada para isso evitando algum acidente ou queimaduras. As bolsas de água são mais seguras.

- coloque um bichinho de pelúcia junto aos gatinhos para substituir a presença da mãe.

- o local dos gatinhos:

caixa de plástico apropriada ou caixas de papelão
forros de algodão ou atoalhados sempre limpos e secos.
forro para cobrir a parte aberta da caixa: mantém a pouco luminosidade, mantém livre de insetos e mantém o calor das bolsas d'água no interior.
a caixa deve estar num local livre de ruídos e trânsito de pessoas.

Essencial: carinho, paciência e muita dedicação!

Um comentário:

VickyOliveira* disse...

Muito OBRIGADO! ME AJUDOU MUITO!
Tenho uma gata recém-nascida, sua barriga está muito inchada!Resolveu meu problema!17