Translate

Centelhas de Luz - Destaque pra vocês!

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Um exemplo de mascaramento: transformando um problema sério em notícia!

A função da mídia deveria ser informar os fatos sem mascara-los no intuito de favorecer um ou outro lado da política e das desgraças sociais.

Quando um assunto sério se torna notícia vendável e não denúncia, o compromisso de informar passa a ser nulo. Jornais e revistas deveriam estar aliados ao povo por completo, fazendo chegar até ele o que de fato ocorre nos bastidores do poder assim como também em  todas as áreas da realidade.

Quando um veículo de comunicação mascara a notícia e a apresenta como lhe convém, não deixa brechas para outras interpretações, condicionando os leitores a aceitar o que é noticiado sem questionar. Por mais incrível que possa parecer, na escrita é possível tal manobra!

Atualmente, a maior parte da mídia está vendida, conivente com a corrupção do país pois, sem os problemas sociais não há notícia: fizeram o povo acreditar que o povo gosta de ver desgraça!

Um exemplo é uma notícia vinculada ao jornal Diário de São Paulo de domingo com a seguinte matéria: 

"Casas de Apoio se tornam lar para doentes"

O sub título é: "Locais recebem pacientes de outros estados que estão em tratamento de saúde na capital paulista."

O assunto é passado como positivo e mascara a gravidade na saúde pública brasileira!


A maioria destes pacientes vem do norte e nordeste do país e grande parte deles faz tratamento no Hospital das Clínicas. A maioria deles enfrentam grandes problemas só para conseguir chegar em São Paulo. 

O HC é um hospital de referência mas, não é reflexo de qualidade na saúde pública da cidade e nem do estado. Um outro hospital que recebe pacientes de todo país é o Pérola Byington, o Hospital da Mulher.

Estes hospitais além de precisar atender a demanda do próprio estado - pois pacientes do interior são encaminhados para cá - ainda precisam atender a demanda de fora do estado.

As casas de apoio aos pacientes vivem de doações feitas pela população, ou seja, o governo não dá atendimento de saúde às regiões onde vivem estes pacientes como também não cuidam dos mesmos no período de permanência na cidade.

Não há no norte e nordeste um único hospital com o porte do HC de São Paulo. O atendimento à saúde da mulher nestas regiões estão longe de ter o mesmo nível oferecido no hospital de São Paulo.

O trabalho das Casas de Apoio é nobre, mas o jornal deveria preocupar-se em denunciar porque os pacientes precisam de tanto esforço para receber um tratamento de qualidade!

Para um doente, não é fácil viajar quilômetros para ser tratado, deixando parte de sua família na terra natal e ainda dependendo da ajuda alheia.Muitos pais abandonam o trabalho para se dedicar inteiramente ao restabelecimento de seus filhos.

Então, para onde vai todo o dinheiro liberado pelo Governo Federal que deveria ser direcionado a saúde pública de todo o país? Este deveria ser o foco da notícia mas, apresentando-a do modo que foi feito, estimula que as Casas de Apoio façam o trabalho do governo e as doações!

De fato, não fossem as Casas de Apoio, estes pacientes não teriam como se manter em São Paulo e seguir com o tratamento. Mas a questão que não cala é porque as outras regiões do país não fornecem atendimento do mesmo nível?

Outra notícia:

"SP ganha mais 2 faixas de ônibus"

Você sabe o que são 2 faixas à mais na cidade de São Paulo? Nada!
Nas faixas exclusivas para ônibus - que existem em trechos de principais avenidas - a quantidade de pontos de ônibus impedem que haja um tráfeco fluente. Paralelas a estas faixas estão a faixa dos carros que disputam espaço com caminhões e motos. Ciclovia são impossíveis em todas as ruas de São Paulo e nem a calçada - que é o único espaço que resta para os pedestres - se salva: tornou-se estacionamento de veículos! Atravessar uma rua tornou-se mesmo um martírio que depende mais de educação dos condutores do que dos sinais que ou não funcionam ou piscam no amarelo.

Não há ruas específicas para motos e carros de passeio, muito menos trajetos específicos apenas para caminhões já que os coletivos precisam de uma faixa exclusiva. O trânsito de São Paulo é uma completa 'zona', e estamos longe de conseguir conviver bem com isso como é em Dubai!


Notícia tem servido apenas para vender jornal e revista! Informa-se temas como noticia-se a descoberta de uma super nova como se milhares de leigos fossem fazer algo útil com uma notícia dessas!

E de onde o povo está tirando as informações relevantes para protestar? Do próprio cotidiano!

Nenhum comentário: