Translate

Centelhas de Luz - Destaque pra vocês!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Salvemos os índios Guarani-Kaiowá - URGENTE!


"Não temos e nem teremos perspectiva de vida digna e justa tanto aqui, na margem do rio, quanto longe daqui. Concluímos que vamos morrer todos. Estamos sem assistência, isolados, cercados de pistoleiros, e resistimos até hoje. Comemos uma vez por dia."

- Tribo Kaiowá-Guarani

                                     190,062 assinaturas. Vamos chegar a 200,000


Foto: "Não temos e nem teremos perspectiva de vida digna e justa tanto aqui, na margem do rio, quanto longe daqui. Concluímos que vamos morrer todos. Estamos sem assistência, isolados, cercados de pistoleiros, e resistimos até hoje. Comemos uma vez por dia."

- Tribo Kaiowá-Guarani


Acredito que que todos os territórios do planeta possuem seus nativos. Aqueles que já habitavam estes territórios antes que o homem dito civilizado aparecesse para saquear tudo e escravizar ou explorar de alguma forma estes nativos.

Os aborígenes na Austrália é um bom exemplo: levados á beira da extinção pelos colonizadores ingleses hoje representam 1% da população, ou seja, cerca de 200 mil. Quando os ingleses chegaram havia mais de 300 mil! Em 1965 eram pouco mais de 40 mil, pois foram massacrados pelos colonizadores e expulsos de suas terras.Muitos foram escravizados em fazendas.

Só muitas décadas depois - quando as leis anti-discriminação começaram a ser inseridas - é que a discriminação racial passou a ser crime, embora ainda hoje exista racistas mesmo com as punições severas.Foi instituídos então privilégios que cidadãos comuns não tem além de ajudas e facilidades.

Os nativos americanos ou aborígenes americanos são os nativos da América do Norte.Foram igualmente expulsos de suas reservas para exploração de minérios e madeira. Muitos foram massacrados e considerados perigosos. Outros tantos foram humilhados, roubados e usados como escravos.

Em toda história que diz respeito a nativos da terra é visto a mesma ação cruel e violente de colonizadores. Só depois de séculos de reação e luta - e muito extermínio - os nativos puderam começar a ter esperanças de um futuro de paz. Mesmo assim, em muitas regiões do planeta ainda são vistos como selvagens e são discriminados.

A preservação e apoio aos nativos da terra é importante para o planeta e áreas que deveriam ser poupadas de saques e exploração extrativista. O papel do indígena na Natureza tem tanto valor quanto a tudo o que engloba o ciclo natural que torna possível habitarmos neste planeta. É com eles que estão guardadas a história mais remota de nossos continentes, nossas origens e as mudanças que ocorreram ao longo dos tempos, assim como os segredos na terra e da Natureza.

Há muitas décadas os índios brasileiros estão sofrendo ainda as mesmas investidas praticadas por colonizadores.São massacrados, explorados e roubados. Aqueles que desejam continuar vivos acabam selando pactos com fazendeiros, políticos e empreiteiros  A barganha desenrola-se como um meio de garantir a permanência nas terras em que vivem.  Muitos criticam os índios por instalarem em suas tribos antenas parabólicas, usarem roupas como de qualquer cidadão urbano, terem acesso a tecnologia sem se dar conta que estes são os mesmos recursos usados no tempo do 'Descobrimento' do Brasil para ganhar a confiança e o acesso as tribos.Muitos não imaginam que são obrigados a aceitar tais 'presentes' para não perderem o direito de viver como vivem.

O homem 'civilizado' em sua pretenda crença de superioridade continua se desenvolvendo em economia e tecnologia degradando tudo ao seu redor enquanto os índios cada vez mais são impedidos de manter sua cultura e tradições que preservam o meio ambiente.

Enquanto o país inteiro se mobilizava para assistir ao último capítulo da novela Avenida Brasil, toda a imprensa brasileira discutia quem matou o personagem Max e fechava os olhos e ouvidos para os apelos de socorro dos índios da tribo Guarani- Kaiowá.

A situação de opressão na região de reserva no Mato Grosso do Sul está tão á beira de um genocídio que a cada 10 dias um índio se suicida. Está lhes sendo retirado o direito de seguir sua tradição, seus costumes e suas crenças em prol de mercenários ambiciosos!

Agora, pergunto aos nossos governantes qual será o desfecho deste evento se até mesmo o dito cidadão civilizado vem sofrendo diariamente da negligência causada pelos senhores?

Se o cidadão que vota, que paga imposto, que procura cumprir um papel decente na sociedade vem sendo vítima de violência, crimes, exploração do mesmo modo, o que pode ser feito pelos nossos índios? Se estes cidadãos até café com leite na veia vem recebendo - tamanha a eficiência da formação oferecida - o que estarão recebendo nossos índios?

Na abertura das Olimpíadas o que será contado de nossos legado? Teremos uma história de origem como mostrou os EUA ou a China? Mostraremos o que no  nascimento desta nação? Morros sendo invadidos pelo BOPE, adolescentes dançando funk semi-nuas e índios sendo mortos?

Sra Presidente Dilma Roussef... A senhora teve a audácia de aparecer pessoalmente em um showmício de um candidato a prefeitura de São Paulo, mas não vai pessoalmente observar com seus próprios olhos a situação do povo, nem tão pouco de nossos índios!

São necessárias 50,000 assinaturas e iremos ultrapassar este número para demonstrar nossa indignação quanto a este caso! Pode parecer que as táticas políticas estejam sendo eficientes quanto a ambição dos senhores mas, chegará uma hora em que o povo se manifestará em absolutamente tudo o que diz respeito ao ser humano!





Esta carta é um pedido de socorro da tribo Guarani-Kaiowá

"Nós (50 homens, 50 mulheres, 70 crianças) comunidades Guarani-Kaiowá originárias de tekoha Pyelito kue/Mbrakay, vimos através desta carta apresentar a nossa situação histórica e decisão definitiva diante de despacho/ordem de nossa expulsão/despejo expressado pela Justiça Federal de Navirai-MS, conforme o processo nº 0000032-87.2012.4.03.6006, em 29/09/2012.

Recebemos esta informação de que nós comunidades, logo seremos atacada, violentada e expulsa da margem do rio pela própria Justiça Federal de Navirai-MS. Assim, fica evidente para nós, que a própria ação da Justiça Federal gera e aumenta as violências contra as nossas vidas, ignorando os nossos direitos de sobreviver na margem de um rio e próximo de nosso território tradicional Pyelito Kue/Mbarakay.

Assim, entendemos claramente que esta decisão da Justiça Federal de Navirai-MS é parte da ação de genocídio/extermínio histórico de povo indígena/nativo/autóctone do MS/Brasil, isto é, a própria ação da Justiça Federal está violentando e exterminado e as nossas vidas. Queremos deixar evidente ao Governo e Justiça Federal que por fim, já perdemos a esperança de sobreviver dignamente e sem violência em nosso território antigo, não acreditamos mais na Justiça Brasileira.

A quem vamos denunciar as violências praticadas contra nossas vidas?? Para qual Justiça do Brasil?? Se a própria Justiça Federal está gerando e alimentando violências contra nós. Nós já avaliamos a nossa situação atual e concluímos que vamos morrer todos mesmo em pouco tempo, não temos e nem teremos perspectiva de vida digna e justa tanto aqui na margem do rio quanto longe daqui. Estamos aqui acampados 50 metros de rio Hovy onde já ocorreram 4 mortos, sendo 2 morreram por meio de suicídio, 2 morte em decorrência de espancamento e tortura de pistoleiros das fazendas. Moramos na margem deste rio Hovy há mais de um (01) ano, estamos sem assistência nenhuma, isolada, cercado de pistoleiros e resistimos até hoje. Comemos comida uma vez por dia. Tudo isso passamos dia-a-dia para recuperar o nosso território antigo Pyleito Kue/Mbarakay.

De fato, sabemos muito bem que no centro desse nosso território antigo estão enterrados vários os nossos avôs e avós, bisavôs e bisavós, ali estão o cemitérios de todos nossos antepassados. Cientes desse fato histórico, nós já vamos e queremos ser morto e enterrado junto aos nossos antepassados aqui mesmo onde estamos hoje, por isso, pedimos ao Governo e Justiça Federal para não decretar a ordem de despejo/expulsão, mas solicitamos para decretar a nossa morte coletiva e para enterrar nós todos aqui. Pedimos, de uma vez por todas, para decretar a nossa dizimação/extinção total, além de enviar vários tratores para cavar um grande buraco para jogar e enterrar os nossos corpos. Esse é nosso pedido aos juízes federais.

Já aguardamos esta decisão da Justiça Federal, Assim, é para decretar a nossa morte coletiva Guarani e Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay e para enterrar-nos todos aqui. Visto que decidimos integralmente a não sairmos daqui com vida e nem morto e sabemos que não temos mais chance em sobreviver dignamente aqui em nosso território antigo, já sofremos muito e estamos todos massacrados e morrendo de modo acelerado. Sabemos que seremos expulsas daqui da margem do rio pela justiça, porém não vamos sair da margem do rio. Como um povo nativo/indígena histórico, decidimos meramente em ser morto coletivamente aqui. Não temos outra opção, esta é a nossa última decisão unânime diante do despacho da Justiça Federal de Navirai-MS.''



Assine a petição e mostre sua indignação contra esta injustiça!

Os índios da etnia Guarani-Kaiowá estão correndo sério risco de GENOCÍDIO, com total omissão da mídia local e nacional e permissão do governo. Se você tem consciência de que este sangue não pode ser derramado, assine esta petição. Exija conosco cobertura da mídia sobre o caso e ação urgente do governo DILMA e do governador ANDRÉ PUCCINELLI, para que impeçam tais matanças e junto com elas a extinção desse povo.

http://www.avaaz.org/po/petition/Salvemos_os_indios_GuaraniKaiowa_URGENTE/?cjScjbb


Salvemos os índios Guarani-Kaiowá - URGENTE!

2 comentários:

Rox disse...

Participei de uma manifestação no último domingo, no Rio e filmei uma índia que vive na aldeia maracanã (ameaçada de sair de lá já que o Sr. governador que derrubar o prédio para construir "melhorias" para a copa de 2014) fazendo um discurso emocionado e esclarecedor. De início ela fala em tupi-guarani mas depois continua em português. Me levou e levou mais alguns lá às lágrimas. www.youtube.com/watch?v=h8HBMhNNHaw

e um video da manifestação www.youtube.com/watch?v=pu7VNsbdhPY

Se puder divulgar...

Projeto Adão disse...

Olá Rox!
Realmente o vídeo emociona! Há uma linguagem que independe de nação e cultura e é a da Alma! Impossível que qualquer ser humano com uma Alma não compreenda o que foi dito ali!
Continuamos também na luta! Estamos divulgando o vídeo e pode contar conosco para divulgação!