Translate

Centelhas de Luz - Destaque pra vocês!

terça-feira, 16 de junho de 2009

Hoax - Feijão contaminado!

Mensagem Original:

Perigo no prato dos Brasileiros!!!! MATERIA DIVULGADA EM VÁRIOS SITES DE AGRICULTURA, PORÉM FOI MISTERIOSAMENTE TIRADA DO AR. LEIA, POIS É MUITO PERIGOSO. Confirmado na última semana o 83º caso de Chagas contraído a partir do Feijão servido na... continuar lendo->>

Perigo no prato dos Brasileiros!!!! MATERIA DIVULGADA EM VÁRIOS SITES DE AGRICULTURA, PORÉM FOI MISTERIOSAMENTE TIRADA DO AR. LEIA, POIS É MUITO PERIGOSO. Confirmado na última semana o 83º caso de Chagas contraído a partir do Feijão servido nas refeições dos brasileiros. Pelo que foi divulgado pela mídia especializada na última quarta-feira toda a colheita entregue por uma cooperativa de plantadores de feijão (COOVENF) está contaminada com o protozoário da doença de Chagas (tripanosoma cruzi), oriunda do Barbeiro. A doença se alastrou com rapidez, pois a cooperativa atende a mais de 18 empresas que embalam o Feijão e destribuiem para todo Norte, Centro Oeste e Sudeste do Brasil.




Pesquisas!

Começou a circular pela internet, no inicio de 2009, essa mensagem que afirma que o "nosso" feijão estaria contaminado com larvas do barbeiro e que o consumo de vários tipo de feijões teria de ser evitado ou substituido por Canjica ou Grão de Bico.
A mensagem, muito confusa e com informações erradas, possuindo todas as características de mais um hoax, ou boato eletrônico. Por exemplo:
- Cita o nome de empresas e organizações para dar mais veracidade; No caso, foram citadas uma cooperativa chamada COOVENF (que não encontramos em lugar nenhum) e a UNIUPS-GO - Universidade Ubirajara Pereira de Souza de Goiás - (que também não encontramos!).
- Imprecisão nos argumentos; O texto fala que a "notícia" teria sido divulgada em vários sites de agricultura, mas não fala o nome de nenhum deles. O autor da mensagem também afirma que a matéria teria sido tirada do ar. Está claro que esse parágrafo foi colocado no texto para se criar um ar conspiratório. Como que apenas o autor desse texto sabe e ninguem mais sabe?
Também não dá para saber quando foi descoberta essa notícia. O texto disse que ocorreu na semana passada. Mas de qual semana estamos falando?
- Não dá pra saber quem é o autor da mensagem; O texto não é assinado!
- Pede para ser repassado ao maior numero de pessoas;Além de tudo isso, o nome científico do tal protozoário é Trypanosoma cruzi, e não tripanosoma cruzi, como o autor escreve. Também é bom lembrar que os nomes científicos binominais devem ser grifados com a primeira letra da primeira palavra em maiúscula e a segunda palavra toda em minúsculas.
No site da Fundação Oswaldo Cruz há uma nota esclarecendo que tudo não passa de mais um dos inúmeros boatos que rondam a nossa caixa de entrada. Segundo a Fiocruz, "Os barbeiros são hematófagos, alimentando-se do sangue de vários animais, inclusive o homem, e o fazem em todas as fases de desenvolvimento ou seja tanto os adultos (machos e fêmeas) quanto as ninfas.". Ou seja, o feijão não é o prato de comida do barbeiro. O mesmo comunicado afirma que é verdade que houve casos de contaminação dessa doença em algumas regiões do país, mas acontece que tais incidentes ocorreram porque o inseto foi triturado junto com o alimento (cana-de-açucar, no sul e no nordeste e o acaí, no norte do país!) e nesses casos não houve nenhuma fervura ou resfriamento do produto antes da ingestão. No caso de uma possível contaminação do feijão, o próprio cozimento mataria o parasito.Texto retirado do site da Fundação Oswaldo Cruz:
Esclarecimento Público
Temos recebido vários e-mails contendo este alerta “Perigo no prato dos Brasileiros!!!!”.
Informamos que se trata de um equívoco, pois em primeiro lugar o inseto que consta na foto enviada na mensagem não se trata de uma ninfa de barbeiro e sim de um coleóptero, frequentemente encontrado em grãos armazenados.Os barbeiros são hematófagos, alimentando-se do sangue de vários animais, inclusive o homem, e o fazem em todas as fases de desenvolvimento ou seja tanto os adultos (machos e fêmeas) quanto as ninfas.
A transmissão do parasito causador da doença de Chagas através de alimentos pode ocorrer. Entretanto, se dá quando estes alimentos são triturados em conjunto com barbeiros infectados ou mesmo quando estes alimentos estiveram em contato com a urina de gambás. Neste caso, como ocorreu, por exemplo, com o caldo de cana no sul e no nordeste, e com o açaí no norte do país, as formas do parasito são ingeridas juntamente com o alimento e a transmissão se dá pelo acesso que o parasito (Trypanosoma cruzi) tem por estar em contato com a mucosa bucal.
Observem que nestes casos, o parasito está vivo, pois nem o suco nem o caldo de cana, passaram por qualquer processo seja de fervura ou de congelamento, pois o parasito não suportaria nem a alta nem a extremamente baixa temperatura.
Sendo assim, supondo que o feijão estivesse contaminado, o que não é verdade, mesmo assim os parasitos não sobreviveriam ao cozimento.Mas e as fotos?As fotos que acompanham o texto são, na verdade, de um coleóptero, ou caruncho, mais precisamente, um caruncho-do-feijoeiro (Zabrotes subfasciatus).
Encontramos essas mesmas imagens ilustrando um artigo bastante interessante que ensina como fazer para se acabar com esse bichinho:
http://www.sargacal.com/2007/09/09/gorgulho/, pela data da publicação do artigo acreditamos que essa seja a página original de onde tiraram essas imagens!
Conclusão!
História falsa! A doença de Chagas existe, porém essa forma de contágio, pelo consumo do feijão, não é possível.
FONTE: E-FARSAS

3 comentários:

Virginia Abreu de Paula disse...

Apenas para agradecer por duas coisas. Em primeiro lugar pela criação deste projeto. Muito bom. E em segundo lugar pelo esclarecimento da verdade a respeito do hoax sobre pessoas contraíndo Chagas ao comer feijão. Eu não entendo como essas coisas "pegam". Abaixo o repasso irresponsável.

esfedson@gmail.com disse...

Bom dia gostaria de
esclarecimento, em um pormenor que parece estar sendo esquecido...
A suposta denúncia não está falando de ingestão mas sim DE MANUSEIO, isso é possível??
Que antes de TOCAR no feijão seria ideal desinfectá-lo com VINAGRE, isso é VÁLIDO??

Rubem Cabral disse...

Tocar no feijão, ainda que contaminado não é arriscado. O protozoário está nas fezes do barbeiro e precisa entrar na corrente sanguínea para poder contaminar.

O risco de pegar doença de chagas existe ao consumir alimentos crus onde o inseto possa ter sido triturado por acidente: caldo de cana, açaí batido, etc.