Translate

Centelhas de Luz - Destaque pra vocês!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Um dia da semana sem carne


Eu sei que pedir para não comer carne parece uma ideologia egoísta e fanática. A maioria de nós fomos condicionados a comer carne. Lembro-me que na minha infância, criáva-se os animais no quintal. Para mim eram amigos como os cães e gatos. Para meus pais eram as futuras refeições. Quando eu sentia falta de um deles era decepcionante encontra-los servidos no meio da mesa. Eu me negava a devorar meus amigos, mas não podia sair da mesa enquanto não os comesse. Quando adulta, não havia mais ninguém ditando o que eu deveria ou não comer.



Jamais pedi a ninguém que parasse de comer carne e isso deve ser escolha consciênte de cada um. Tenho amigas que aderiram a isso, não porque eu 'preguei' sobre os porques de não comer. O exemplo e as atitudes falam mais que palavras.

Há pessoas que não comem carne e nem seus derivados. Há quem coma somente os derivados. Há quem não coma a carne porque não é saudável. Há quem não coma porque ama os animais. No início eu não queria comer por amor aos animais. Mais tarde, quando eu podia optar com liberdade, considerei mais saudável. Um tempo depois meu organismo mostrou intolerância com proteína animal. E hoje eu digo que não gosto de carne por causa do modo como os animais são abatidos e esse modo resulta em toxinas prejudiciais a nossa saúde.


Não importa o porque você come ou não come carne, pelo menos por um dia da semana não coma carne para salvar o planeta. Pelo menos a carne vermelha. A alta criação contínua de gado de corte emite na atmofesra o gás responsável pelo efeito estufa e o buraco na camada de ozônio. Um dia a menos sem carne diminui a quantidade de gado diminuindo também a liberação desses gases.

Cada um sabe de si. Cada um é responsável pelo que escolhe e sabe porque escolhe. Mas quando o assunto é o planeta onde estamos hospedados, o assunto diz respeito a todos sem excessão.


[Toda segunda feira irei postar uma receita sem carne para todos que aderirem a campanha]

Nenhum comentário: