Translate

Centelhas de Luz - Destaque pra vocês!

sábado, 9 de agosto de 2008

A Questão dos CCZs

Observando a movimentação dos protetores temerosos com a liberação das execuções nos CCZs, fiz minha reflexão:

O motivo deles é até óbvio para quem frequênta as carrocinhas para retirar os animais que estão com execução marcada: não há espaço para manter tantos animais!

As protetoras além de fazerem os resgates nas ruas, ainda vão a carrocinha tentar livrar da morte os que já estão marcados para execução. O problema é que as carrocinhas estão super lotadas e se transformaram em foco de várias doenças sendo que algumas são incuráveis aos animais e transmitidas pelo ar. As pessoas não param de achar os filhotes em vitrines de loja de animais fofos e os compram.

Quando eles crescem, o animal incomoda e dá trabalho, então jogam nas ruas!

Isso também com animais que são doados! As protetoras vão lá, resgatam os que estão na rua também!Conclusão: todoas as Ongs e abrigos estão super lotados assim como as carrocinhas por causa de um círculo vicioso que só pode ser frado com a castração e a proibição de vendas de os animais domésticos!A carrocinha não está tendo outra opção sem ser o sacrifício,porque ela depende de nossos vereadores, e prefeitos para que uma outra solução apareça!Por aqui na Zona Sul, nem todas as carocinhas funcionam do mesmo modo!

Algumas possuem a frequência de voluntárias que ajudam nos CCZ de todas as maneiras possíveis, inclusive na doação de animais. Mas nem todas são assim e as instalações estão em péssimo estado!Já no litoral, muitas cidades estão adotando um método que considero eficiente, a prefeitura não gasta tanto quanto manter um CCZ, e os animais podem viver como deveriam sempre: livres!No Guaruja mesmo havia sido implantado esse sistema: o animal é capturado, castrado e devolvido as ruas. A lei que penalisa os maus tratos e a violência contra os animais são aplicadas e todos tem vivido civilizadamente com os cães de rua.

Por experiência própria sei que animais que cresceram nas ruas especificamente os SRD não se adaptam a uma rotina como outros cães e sempre querem ganhar a rua novamente. Para esses a solução é eficaz!Pena que poucas pessoas se engajam na defesa animal, pois caso contrário o negócio seria pressionar as prefeituras, estado e tudo!Ao mesmo tempo que é grave a situação dos animais abandonados, eles podem acabar se tornando foco de doenças por estarem expostos demais, ainda mais em áreas urbanas.

Recebi a uns meses atrás um caso de uma cadela que foi estrupada! Dá pra acreditar nisso?Esse tipo de crime e outras infrações mais leves não são penalizadas, então como resolver a questão dos aujinhos?

Na Câmara! E sob pressão popular!

Mas, para isso, os donos de animais e seus defensores precisam fazer as leis mínimas já existentes de proteção animal, do direito à vida animal, o uso de coleira e os limites e regras para o animal em vias públicas.

Penso comigo se as Ongs querem realmente que a situação de cães e gatos seja resolvida, ou preferem que continue como está para que o que mantém seus trabalhos não se acabe: a vida desgraçada de um animal.

Até quando iremos lutar contra as ações do CCZ e não iremos exigir que esse mesmo local seje reformulado e seja um espaço para que todos os que realmente se interessam pelo bem estar animal possam contribuir sem defender a placa e o nome de sua Ong mas apenas a vida animal?

Se CCZs e abrigos estão lotados há algo muito errado por ai!

As pessoas continuam abandonando animais, as pessoas continuam maltratando- os e até quando isso vai continuar?

Nenhum comentário: